1 5
"Frágil — você tem tanta vontade de chorar, tanta vontade de ir embora. Para que o protejam, para que sintam falta. Tanta vontade de viajar para bem longe, romper todos os laços, sem deixar endereço. Um dia mandará um cartão-postal, de algum lugar improvável. Bali, Madagascar, Sumatra. Escreverá: penso em você. Deve ser bonito, mesmo melancólico, alguém que se foi pensar em você num lugar improvável como esse. Você se comove com o que não acontece, você sente frio e medo. Parado atrás da vidraça, olhando a chuva que, aos poucos, começa a passar." — Caio Fernando Abreu.
R E T O R C I D O
theme by desesperançoso with details from deslocado.

Sentada na varanda de casa, ela via o tempo passar e nada mudar. Seus pensamentos a levaram para alguns meses atrás, aquela cena estava se repetindo novamente. Entre seus dedos, o cigarro exalava o cheiro de tristeza e nos lábios, o gosto amargo da solidão. E ela, apenas se movia para tragar-lhe a alma naquela droga. Uma lágrima brotou-lhe e desfaleceu-se em seu rosto. Teu semblante era o mesmo. Tuas mãos trêmulas e a mania de cobrir os lábios com os dedos, enquanto viajava em seus pensamentos, continuavam presentes. Nada havia mudado, a não ser a dor. Antes, a dor de não ter por perto. Agora, a dor de não ter.